sexta-feira, 31 de maio de 2013

ECONOMIA: Princípios Básicos de Marketing - Parte 10 (Final)

MARKETING DIRETO: Nesta Parte 10 e última parte da postagem de "PRINCÍPIOS BÁSICOS DE MARKETING", será abordado o último assunto, "MARKETING DIRETO" que é a venda feito por telefone e internet, como ferramentas, o meio de comunicação. Com o passar dos anos, alguns empresários foram percebendo o quanto era caro e por vezes ineficaz manter uma equipe de vendedores para fazer a chamada venda pessoal. Perceberam também que existiam muitas outras alternativas pouco exploradas.
Assim nasceu o marketing direto. Através da união de técnicas e meios de comunicação (telefone e internet), ele mostrou-se possível e viável, sobretudo por sua relação custo/benefício, muito vantajosa. analisando-se por exemplo o caso da venda por telefone - também conhecida como telemarketing - chegamos às seguintes conclusões:
  • através do telefone um vendedor efetua catorze apresentações para casa uma que faria pessoalmente (existe também, vendas por internet com fotos e imagens dos produtos);
  • contata trinta vezes mais pessoas;
  • consegue, numa média de dez minutos, realizar um número de vendas que numa apresentação pessoal levaria uma hora. 
Qualquer outra alternativa de marketing direto (internet) não fica muito longe disso. Vendas por televisão, correio, telefone, internet, jornais, revistas ou rádio, todas apresentam vantagens, cada uma a seu modo.
A venda com a utilização dos meios de comunicação não é no entanto tão simples. Não se pode, por exemplo, pegar o telefone, discar um número qualquer e dizer: "Ô meu, num vai um secadorzinho de cabelo aí?" Por isso, o marketing direto criou, para cada uma de suas variáveis, técnicas e instrumentos adequados para conseguir o melhor de cada uma delas.
Para as vendas por correio convencional e e-mail existem a listas seletivas. São milhões de nomes de pessoas físicas, que podemos selecionar pelo critério que escolhemos: pelo número, sexo, religião, poder aquisitivo, etc., utilizando ainda o serviço automático de lettershop, com etiquetagem automática.
O telemarketing conta com recurso exclusivos como o 800-DDG (Discagem Direto Grátis) - serviço franqueado que permite a cobrança no destino das ligações interurbanas. Conta também com a busca automática, sistema que permite a programação de várias linhas telefônicas em único número-chave. Por esse sistema as chamadas chegam automaticamente à linha que estiver livre, evitando discagens sucessivas de números diferentes.
Muito freqüentes nos Estados Unidos da América e Europa, as vendas pela televisão também já começaram a dar resultado no Brasil. As editoras vendem assinaturas de revistas e as emissoras de televisão, em conjunto com as gravadoras, vendem coleções de discos.
O maior problema do marketing direto não está, porém, na necessidade de aprimorar suas técnicas e instrumentos e sim na credibilidade do consumidor.
Infelizmente, por muito tempo foi permitido o uso indiscriminado o marketing direto como suporte de empreendimentos desonestos. Foi a época em que se vendiam produtos de baixa qualidade pelo correio e pela TV; muitas vezes se exigia o pagamento antecipado e o produto nem chegava às mãos do consumidor. A partir dessa situação, muitos consumidores nem chegaram a experimentar o marketing direto; e quem já havia sido enganado uma vez não voltava mais a fazer uso desse sistema. Devido a isso não se conseguiu criar o hábito de utilização do marketing direto.
Atualmente muita coisa tem sido feitas para limpar a imagem desse sistema de vendas. A atuação da Abemd (Associação Brasileira das Empresas de Marketing Direto) é um exemplo dessa preocupação. A Abemd criou o código de ética do marketing direto, promove palestras e seminários, além de exercer uma função de auto-regulamentação e desenvolvimento do marketing direto. O corpo de sócios da Abemd é constituído por empresas que prestam serviços de apoio - como distribuidoras, redes de telecomunicação, cobradora, etc -, além de usuários do marketing direto.
Durante a Segunda Gerra Mundial costumava-se dizer que se porventura acabassem as bombas americanas, elas seriam substituídas pelos catálogos de venda postal da Sears. No Brasil, apesar do número reduzido de catálogos, aos poucos eles vão fazendo parte do nosso cotidiano. 
O marketing direto por carta trabalha com o sistema de mala-direta. O cartão-resposta comercial ou carta-resposta comercial é um artifício da mala direta; usando-se o cartão-resposta comercial ou carta-resposta comercial com franquia paga, as despesas do correio são pagas pelo destinatário. O cartão-reposta comercial ou carta-resposta comercial é um exemplo da colaboração das agências de correios e telégrafos com o marketing direto.
PROMOÇÃO DE VENDAS: A promoção de vendas também se fez presente, com ofertas tipo: "Assistência técnica a´te os próximos jogos", "Liquidação Especial Olímpica', etc. Um exemplo disso, nessas fotos, temos alguns exemplos de brides especiais referentes aos jogos, como esses acima. 
A seguir aparece uma série de exemplos com um pouco de cada coisa: propaganda, promoção e merchandising. Repare como a base das idéias estava em diferencial ou criar novos produtos com o tema "Olimpíadas".
Muitas empresas usaram o tema das Olimpíadas para diferenciar seus produtos de outros, semelhantes, à venda no mercado.
Postagem baseado do "Livro Economia & Mercados - Introdução à Economia e ao Marketing - Sérgio Guimarães" da Editora Ática. Chegamos ao fim de uma série de dez postagens em "ECONOMIA: Princípios Básicos de Marketing - Partes 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 10 (Final)". O "Blog do Marcos Laska Velozo" espera em ter ajudado(s) com essa grande matéria para estudo de economia e mercados pelo Brasil e Mundo.

Marcos Laska Velozo - 31/05/2013 - Sexta-Feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário